AS 14 MELHORES Piadas de Viatura Policia

Abaixo está nossa coleção de anedotas e lista de piadas engraçadas sobre Viatura Policia . Existem algumas piadas viatura policia curtas que ninguém sabe (para contar aos seus amigos) e para fazer você rir alto.

Reserve algum tempo para ler aqueles trocadilhos e quebra-cabeças em que você faz uma pergunta com respostas ou onde a configuração é a conclusão. Esperamos que você encontre esses trocadilhos com viatura policia engraçado o suficiente para contar e fazer as pessoas rirem.

Top 10 Viatura Policia piadas e trocadilhos mais engraçados

Aprenda A Chamar A Polícia

Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei
que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de
casa.

Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves
ruidos que vinham la de fora, até ver uma silhueta
passando pela janela do banheiro.

Como minha casa era muito segura, com grades nas
janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito
preocupado mas era claro que eu não ia deixar um ladrão
ali, espiando tranquilamente.

Liguei baixinho para a polícia informei a situação e o
meu endereço.

Perguntaram-me se o ladrão estava armado ou se já
estava no interior da casa. Esclareci que não e
disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto
para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que
fosse possível.

Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz
calma:

- Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu
quintal. Não precisa mais ter pressa. Eu já matei o
ladrão com um tiro da escopeta calibre 12, que tenho
guardada em casa para estas situações. O tiro fez um
estrago danado no cara!

Passados menos de três minutos, estavam na minha rua
cinco carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do
resgate , uma equipe de TV e a turma dos direitos
humanos, que não perderiam isso por nada neste mundo.

Eles prenderam o ladrão em flagrante, que ficava
olhando tudo com cara de assombrado. Talvez ele
estivesse pensando que aquela era a casa do Comandante
da Polícia.

No meio do tumulto, um tenente se aproximou de mim e
disse:

- Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão.

Eu respondi:

- Pensei que tivesse dito que não havia ninguém
disponível.

Dois policiais estavam fazendo ronda pela cidade quando encontram um bêbado.

Um dos polícias diz:
— Mãos para cima!
E o bêbado completa:
— Cintura solta, dá meia volta, dança Kuduro!
Os policiais sem entender nada colocam o bêbado na viatura e o bêbado continua:
— Agora eu fiquei doce igual rapadura, tô tirando onda na viatura!
Os policiais se olham e um deles pergunta:
— Quem é esse cara?
E o bêbado responde:
— Esse cara sou eu!

Em uma noite chuvosa, dois carros se chocam em uma estrada.

Um pertencia a um advogado, o outro a um médico. Ao sair de seu automóvel, o médico, preocupado, se dirige ao carro do advogado e pergunta se ele está ferido, examina-o brevemente e constata não haver nada de grave. Só então os dois passam a verificar o estado dos carros e como se deu a batida. Chegam a conclusão de que não havia como escapar do acidente na situação em que tinha acontecido: a estrada estava molhada, escura e mal sinalizada. Como, todavia, o advogado já tinha ligado para a policia rodoviária, resolveram ficar esperando enquanto a viatura não chegava, para avisar aos policiais que cada um ia assumir seus prejuízos. Conversa vai, conversa vem, o advogado vai ficando íntimo do médico e até lhe oferece uísque. O médico aceita, bebe três goles longos e pergunta:
— 'E você, amigo, não vai beber?' O advogado responde:
— 'Só depois que a policia chegar'.

Filho da puta do caralho!

Estava sentado no meu escritório quando lembrei de uma chamada
telefônica que tinha que fazer. Encontrei o número e disquei.
Atendeu-me um cara mal humorado dizendo:
- Fale!!!
- Bom dia. Poderia falar com Andréa?
O cara do outro lado resmungou algo que não entendi e desligou na minha
cara. Não podia acreditar que existia alguém tão grosso.
Depois disso, procurei na minha agenda o número correto da Andréa e
liguei. O problema era que eu tinha invertido os dois últimos dígitos do
seu número. Depois de falar com a Andréa, observei o número errado ainda
anotado sobre a minha mesa. Decidi ligar de novo. Quando a mesma pessoa
atendeu, falei:
- Você é um Filho da puta!!!
Desliguei imediatamente e anotei ao lado do número a expressão "Filho Da
puta" e deixei o papel sobre a minha agenda. Assim, quando estava
nervoso com alguém, ou em um mau momento do dia, ligava pra ele, e
quando atendia, lhe dizia "Você é um Filho da puta" e desligava sem
esperar resposta.
Isto me fazia sentir realmente muito melhor. Ocorre que a Telepar
introduziu o novo serviço "bina" de identificação de chamadas, que me
deixou preocupado e triste porque teria que deixar de ligar para o
"Filho da puta".
Então, tive uma idéia: disquei o seu número de telefone, ouvi a sua voz
dizendo "Alô " e mudei de identidade:
- Boa tarde, estou ligando da área de vendas da Telepar, para saber se o
senhor conhece o nosso serviço de identificador de chamadas "bina".
- Não estou interessado! - disse ele, e desligou na minha cara.
O cara era mesmo mal-educado. Rapidamente, disquei novamente:
- Alô?
- É por isso que você é um Filho da puta!!! - e desliguei.
Aqui vale até uma sugestão: se existe algo que realmente está lhe
incomodando, você sempre pode fazer alguma coisa para se sentir melhor:
simplesmente disque 0xx41-xxxx.xxxx ou o número de algum outro Filho da
puta que você conheça, e diga para ele o que ele realmente é.
Acontece que eu fui até o shopping, no centro da cidade, comprar umas
camisas. Uma senhora estava demorando muito tempo para tirar o carro de
uma vaga no estacionamento. Cheguei a pensar que nunca fosse sair.
Finalmente seu carro começou a mover-se e a sair lentamente do seu
espaço. Dadas às circunstâncias, decidi retroceder meu carro um pouco
para dar à senhora todo o espaço que fosse necessário: "Grande!" pensei,
"finalmente vai embora".
Imediatamente, apareceu um Vectra preto vindo do outro lado do
estacionamento e entrou de frente na vaga da senhora que eu estava
esperando. Comecei a tocar a buzina e a gritar:
- Ei, amigo. Não pode fazer isso! Eu estava aqui primeiro!
O fulano do Vectra simplesmente desceu do carro, fechou a porta, ativou
o alarme e caminhou no sentido do shopping, ignorando a minha presença,
como se não estivesse ouvindo. Diante da sua atitude, pensei: "esse cara
é um grande Filho da puta! Com toda certeza tem uma grande quantidade de
Filhos da puta neste mundo!". Foi aí que percebi que o cara tinha um
aviso de "VENDE-SE" no vidro do Vectra. Então, anotei o seu número
telefônico e procurei outra vaga para estacionar.
Depois de alguns dias, estava sentado no meu escritório e acabara de
desligar o telefone - após ter discado o 0xx41-xxxx.xxxx do meu velho
amigo e dizer "Você é um Filho da puta" (agora já é muito fácil discar
pois tenho o seu número na memória do telefone), quando vi o número que
havia anotado do cara do Vectra preto e pensei: "Deveria ligar para esse
cara também".
E foi o que fiz. Depois de um par de toques alguém atendeu:
- Alô.
- Falo com o senhor que está vendendo um Vectra preto?
- Sim, é ele.
- Poderia me dizer onde posso ver o carro?
- Sim, eu moro na Rua xx, n° xx. É uma casa amarela e o Vectra está
estacionado na frente.
- Qual e o seu nome?
- Meu nome e Eduardo Cerqueira Marques - diz o cara.
- Qual a hora é mais apropriada para encontrar com você, Eduardo?
- Pode me encontrar em casa à noite e nos finais de semana.
- É o seguinte Eduardo, posso te dizer uma coisa?
- Sim.
- Eduardo, você é um grande Filho da puta!!! - e desliguei o telefone.
Depois de desligar, coloquei o número do telefone do Eduardo (que
parecia não ter "bina", pois não fui importunado depois que falei com
ele) na memória do meu telefone. Agora eu tinha um problema: eram dois
"Filhos da puta" para ligar.
Após algumas ligações ao par de "Filhos da puta" e desligar-lhes, a
coisa não era tão divertida como antes. Este problema me parecia muito
sério e pensei em uma solução: em primeiro lugar, liguei para o "Filho
da puta 1". O cara, mal-educado como sempre, atendeu:
- Alô - e então falei:
- Você é um Filho da puta - mas desta vez não desliguei.
O "Filho da puta 1" diz:
- Ainda está aí, desgraçado?
- Siiimmmmmmmm, amorrrrrr!!! - respondi rindo.
- Pare de me ligar, seu filho da mãe - disse ele, irritadíssimo.
- Não paro nããão, Filho da putinha querido!!!
- Qual é o teu nome, lazarento? - berrou ele, descontrolado!
Eu, com voz séria de quem também está bravo, respondi:
- Meu nome é Eduardo Cerqueira Marques, seu Filho da Puta. Porquê???
- Onde você mora, que eu vou aí te pegar, desgraçado? - gritou ele.
- Você acha que eu tenho medo de um Filho da puta? Eu moro na Rua xx,
n°xx, em uma casa amarela, e o meu Vectra preto está estacionado na
frente. Seu palhaço filho da puta. E agora, vai fazer o quê???? - gritei
eu.
- Eu vou até aí agora mesmo, cara. É bom que comece a rezar, porque você
já era. - rosnou ele.
- Uuiii! É mesmo? Que medo me dá, Filho da puta. Você é um bosta! E eu
estou na porta da minha casa te esperando!!! - e desliguei o telefone na
cara dele.
Imediatamente liguei para o "Filho da puta 2".
- Alô - diz ele.
- Olá, grande Filho da puta!!! - falei.
- Cara, se eu te encontrar vou...
- Vai o quê? O que você vai fazer??? Seu Filho da puta!
- Vou chutar a sua boca até não ficar nenhum dente, cara!!!
- Acha que eu tenho medo de você, Filho da puta? Vou te dar uma grande
oportunidade de tentar chutar minha boca, pois estou indo para tua casa,
seu Filho da puta!!! E depois de arrebentar sua cara, vou quebrar todos
os vidros desta porcaria de Vectra que você tem. E reze pra eu não botar
fogo nessa casa amarelinha de bicha. Se for homem, me espera na porta em
5 minutos, seu Filho da puta!!! - e bati o telefone no gancho.
Logo, fiz outra ligação, desta vez para a polícia. Usando uma voz
afetada e chorosa, falei que estava na Rua xx, n° xx, e que ia matar o
meu namorado homossexual assim que ele chegasse em casa.
Finalmente peguei o telefone e liguei o programa da CNT "Cadeia" do
Alborguetti, para reportar que ia começar uma briga de um marido que ia
voltando mais cedo para casa para pegar o amante da mulher que morava na
Rua xx, n° xx. Depois de fazer isto, peguei o meu carro e fui para Rua
xx, n° xx, para ver o espetáculo.
Foi demais, observar um par de "Filhos da puta" chutando-se na frente de
duas equipes de reportagem, até a chegada de 3 viaturas e um helicóptero
da polícia, levando os dois algemados e arrebentados para a delegacia.

Moral da história? - Não tem moral nenhuma! Foi de sacanagem mesmo...
E vê se atende o telefone educadamente, pois posso ser eu ligando para
você por engano...

Eu tenho o sono muito leve e, numa noite dessas, notei que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de casa.

Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro. Como minha casa era muito segura, com grades nas janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado. Mas era claro que eu não ia deixar um ladrão ali,espiando tranquilamente. Liguei baixinho para a polícia, informei a situação e o meu endereço. Perguntaram- me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa. Esclareci que não sabia e disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível. 5 minutos depois liguei de novo e disse com a voz calma:
— Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu quintal, estou retornando apenas para cancelar a viatura, já resolvi o problema. Eu já matei o ladrão com um tiro da escopeta calibre 12, que tenho guardada em casa para estas situações, o tiro fez um estrago danado no cara, também lancei uma granada no quintal, para ter certeza que não havia mais ninguém, a explosão arrancou as pernas e um braço do ladrão e ele esta agonizando no quintal agora. Só queria agradecer a atenção.
Passados menos de três minutos, estavam na rua 5 carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate e uma equipe de TV.
Ao chegarem, prenderam o ladrão em flagrante roubando o meu carro na garagem, e todos estavam surpresos por não ter encontrado uma cena de tragédia.
Um tenente se aproximou de mim e disse:
— Fui informado que havia matado o ladrão.
Eu respondi:
— Fui informado que não havia nenhuma viatura disponível...

Estava um advogado indo em alta velocidade em uma estrada!

Qdo percebe, vem uma viatura da polícia rodoviária perseguindo o advogado. Este pára no acostamento e o policial diz:
— Você sabia que a velocidade está altíssima??
O advogado diz:
— Vou lhe contar a verdade! É que eu roubei uma arma, dei um tiro na cabeça de um cara, coloquei a arma aqui no meu porta-luvas, coloquei o corpo no porta-malas e estou indo para algum lugar para me desfazer do corpo!!
O policial desesperado, chama reforço no rádio, quando chegam mais 5 viaturas, o policial conta que o advogado matou um cara e está fugindo!
Os outros policiais olharam o porta-luvas, e nada de arma, olharam o porta-malas e não tinha corpo nenhum!! e então eles viram para o policial que atendeu primeiramente e diz:
— Que palhaçada é essa, não tem nada aqui!!
Então o advogado fala:
— Pronto, agora só falta esse maluco dizer que eu estava em alta velocidade!!

Um homem sem habilitação vinha em sua moto na BR de Cascave l rumo a Aparecida do Norte.

Ele avistou ao longe uma blitz. Não tendo mais o que fazer, desceu da moto e foi empurrando. Quando chegou perto da blitz, o policial já ia fazer perguntas, mas ele foi logo dizendo:
— Seu policial, levei quatro anos juntando dinheiro para comprar esta moto e fiz a promessa de quando eu conseguisse comprar, eu sairia empurrando ela de Cascavel a Aparecida do Norte.
O policial, comovido, deixou ele seguir em frente. E ele foi se distanciando da blitz para montar de novo na moto, mas aí veio logo atrás dele uma viatura. Era o mesmo policial, e disse ao motoqueiro:
— Liguei para meu superior, contei sua historia. Ele se emocionou e exigiu que eu escoltasse você nessa promessa.

Um cara foi à uma despedida de solteiro e voltava para casa de madrugada, completamente bêbado.


Ainda na estrada, quase chegando na cidade, uma viatura da Polícia Rodoviária para o carro dele.
Os policiais pedem para ele descer do carro para fazer o teste do bafômetro.
Nessa hora, um caminhão capota do outro lado da via. Os policiais correm para o local, e o homem aproveita e se manda para casa.
No dia seguinte ele acorda com a mulher perguntando:
— Ô Luiz! O que está fazendo aquele carro da Polícia Rodoviária na nossa garagem?

Dois carros se chocam.

Um pertencia a um advogado e o outro a um médico. Ao sair do automóvel o médico se dirige ao carro do advogado e percebe que nada de grave ocorreu. Só então os dois passam a verificar os carros envolvidos no acidente e chegam a conclusão que não tinham como escapar.
O advogado já havia ligado para a polícia, então resolveram ficar esperando a viatura para avisar aos policiais que ambos assumiriam seus prejuízos.
Após conversar por um instante o advogado vai ficando íntimo do médico e lhe oferece uísque.
O médico aceita, bebe 1 copo para relaxar um pouco e então pergunta:
— Você não vai beber um pouco também?
O advogado sorrindo responde:
— Só depois que a policia chegar!

O sujeito atravessa quatro sinais vermelhos e uma viatura da polícia o segue até pará-lo:


— Muito bonito, hein?
— Bonito e veloz!
— Sabia que posso tirar sua carteira por isto?
— Duvido muito, pois fazem dois anos que estou tentando tirar minha carteira.
— Cadê o cinto?
— Está lá atrás, segurando o botijão de gás.
O guarda se esquentando com a situação, resolve perguntar para a namorada do rapaz que esta ao lado:
— Ele é sempre bem humorado assim?
E a moça responde:
— Não, só quando esta bêbado!

Um advogado dirigia distraído quando, num sinal PARE, passa sem parar, mesmo em frente a uma viatura da polícia.


Ao ser mandado parar, toma uma atitude de espertalhão...
— Boa tarde. Documento do carro e habilitação.
— Mas por quê, policial?
— Não parou no sinal de PARE ali atrás.
— Eu diminuí, e como não vinha ninguém...
— Exato. Documentos do carro e habilitação.
— Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
— A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE deve parar completamente. Documento e habilitação.
— Ouça policial, eu sou advogado e sei de suas limitações na interpretação de texto de lei, proponho-lhe o seguinte: se você conseguir me explicar a diferença legal entre diminuir e parar eu lhe dou os documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.
— Muito bem, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, senhor advogado?
O advogado desce e é então que os policiais baixam o cacete, é porrada pra tudo quanto é lado, tapa, botinada, cassetete, cotovelada, etc.
O advogado grita por socorro, e pede para pararem pelo amor de Deus. Então o policial pergunta:
— Quer que a gente PARE ou só DIMINUA?

Você pode explorar piadas para fazer com viatura policia curtas do Reddit, incluindo frases e brincadeiras. Leia-os e você entenderá quais piadas são engraçadas. Aqueles de vocês que têm adolescentes podem contar charadas de viatura policia limpo. Há também trocadilhos com viatura policia para crianças, 5 anos, meninos e meninas.

Abóbora no meio da estrada

Um camionista está a conduzir à noite pela estrada, morrendo de vontade de encontrar uma mulher.
Ao passar por uma plantação de abóboras, ele pensa consigo mesmo:
- Uma abóbora é macia, é úmida por dentro... Hmmmmm...
Sem ver ninguém por perto, ele pára o camião, escolhe a abóbora mais bonita, corta um buraco do tamanho apropriado e começa a divertir-se com ela.
Fica tão empolgado que nem se apercebe da chegada de uma viatura da polícia.
- Desculpe-me, senhor! - interrompe o polícia. - Mas por acaso o senhor está atracado a uma abóbora?
O camionista olha assustado para o polícia e diz:
- Uma abóbora?? Foda-se! Ó Cinderela, já é meia-noite?

Um caminhoneiro está dirigindo pela estrada morrendo de vontade de afogar o ganso.

Ao passar por uma plantação de abóboras, ele pensa consigo mesmo:
— Uma abóbora é macia, é úmida por dentro... Hummmmm...
Sem ver ninguém por perto ele pára o caminhão, escolhe a abóbora mais bonita, corta um buraco no tamanho apropriado e começa a fazer amor com ela.
Depois de algum tempo ele fica tão empolgado com a transa, que nem percebe a chegada de uma viatura da polícia.
— Desculpe-me, senhor! — interrompe o policial — Mas por acaso o senhor está transando com uma abóbora?
O caminhoneiro olha assustado para o policial e diz:
— Uma abóbora? Putz, já é meia-noite!

Uma loira ligou para a polícia para avisar que ladrões tinham entrado em seu carro:


— Eles levaram o painel do carro, o volante, o pedal do freio, do acelerador e até a alavanca do câmbio! — reclamou ela, irada.
Antes que a viatura saísse para atender o chamado, o telefone tocou de novo e a mesma loira explicou:
— Desculpa aí... sou eu de novo! É que sem querer eu entrei pela porta errada e sentei no banco de trás... dá para retirar a queixa?

Basta pensar que existem piadas baseadas na verdade que podem derrubar governos, ou piadas que fazem as meninas rirem. Muitos viatura policia piadas e trocadilhos são piadas que deveriam ser engraçadas, mas algumas podem ser ofensivas. Quando as piadas vão longe demais, são cruéis ou racistas, tentamos silenciá-las e é ótimo se você nos der feedback sempre que uma piada se tornar intimidadora e inadequada.

Sugerimos usar apenas viatura policia brincadeiras para adultos e blagues para amigos. Algumas das piadas sujas e sujas são engraçadas, mas use-as com cautela na vida real. Tente se lembrar de piadas engraçadas que você nunca ouviu para contar a seus amigos e elas vão fazer você rir.

Piadas