AS 50 MELHORES Piadas de Quinta

Abaixo está nossa coleção de anedotas e lista de piadas engraçadas sobre Quinta . Existem algumas piadas quinta curtas que ninguém sabe (para contar aos seus amigos) e para fazer você rir alto.

Reserve algum tempo para ler aqueles trocadilhos e quebra-cabeças em que você faz uma pergunta com respostas ou onde a configuração é a conclusão. Esperamos que você encontre esses trocadilhos com quinta engraçado o suficiente para contar e fazer as pessoas rirem.

Top 10 Quinta piadas e trocadilhos mais engraçados

Viúvo Três Vezes

Dois bêbados conversam uma conversa de bêbados.
— Tu é casado?
— Viúvo. Viúvo três vezes.
— De que morreu tua primeira mulher?
— Tomou um copo de formicida.
— Que coisa triste. E a segunda?
— Tomou um copo de formicida.
— Putz! E a terceira? De que ela morreu?
— Caiu do quinto andar. Não quis tomar o copo de formicida.

Pescando No Balde

No hospício, o doido, sentado num banquinho, segura uma vara de pescar mergulhada num balde de água. O médico passa e pegunta:
— O que você está pescando?
— Otários, doutor.
— Já pegou algum?
— O senhor é o quinto.

Chegando à beira do túmulo de Lázaro, Jesus mandou que tirassem a pedra.

Depois gritou forte, por três vezes:
— Lázaro, vem para fora! E nada... gritou pela quarta, pela quinta vez, e nada... Então ele virou pro povo e falou assim:
— É, não tem jeito não, ele morreu mesmo...

Frajola oferece um baseado pro PiuPiu.

Ele dá um tapa, e diz: Não estou sentindo nada.... O Frajola diz pra ele dar outro pega. Ele dá e diz: Não estou sentindo nada... Três, quatro, e ele dizendo a mesma coisa. No quinto ele diz'Não estou sentindo nada: não estou sentindo minha asinha, não estou sentindo meu biquinho...'

Lula e seus Ministros

O presidente Lula chama a sua secretária e diz:
— Por favor, marque uma reunião com os ministros para sexta-feira.
— Presidente, sexta-feira é com "s" ou com "x"? — pergunta a secretária.
O presidente pensa um pouco e responde:
— Marque para quinta.

O Segredo Do Sucesso

Toda semana preocupe-se em dedicar 100% ao trabalho:

12% nas segundas
23% nas terças
40% nas quartas
18% nas quintas
5% nas sextas


Nota: E o restante do tempo você pode usar para se dedicar à aprender matemática!

E aí, Lula, você quer ser presidente mas não fez ainda nenhuma faculdade.

..
Qualé, eu já fiz quatro, só não fiz a quinta porque faltou tijolo....

O homem comeu: Macarrão, Feijoada, Bacalhoada e Omelete e depois foi ao banheiro. Qual o nome do filme?
O quinto elemento.

Era uma vez dois amigos que moravam no vigesimo quinto andar e não tinha elevador e decidiram cada degau cada um contava uma piada chegou no ultimo degrau um dos moços falou assim;
— Eu vou contar uma piada bem curtinha.
— Eu esqueci a chave la embaixo.

No gabinete do ministro:


— Marca uma reunião com os ministros para sexta-feira — diz o ministro.
— Sexta-feira é com "s" ou com "x"? — pergunta a secretaria.
O ministro após pensar um pouco responde:
— Marca para quinta!

Na segunda-feira de manhã o Senador irritado diz para a secretária:


— Dona Betty, marca uma reunião com a CPI para sexta-feira!
A secretária com a maior cara de pau, responde...
— Senhor senador, sexta se escreve com s ou ç?
O senador responde:
— Marca para quinta!!!

Você pode explorar piadas para fazer com quinta curtas do Reddit, incluindo frases e brincadeiras. Leia-os e você entenderá quais piadas são engraçadas. Aqueles de vocês que têm adolescentes podem contar charadas de quinta limpo. Há também trocadilhos com quinta para crianças, 5 anos, meninos e meninas.

Dois agricultores

Estavam dois agricultores, um Americano e um Alentejano:
- Qual é o tamanho da sua quinta — - pergunta o Americano.
- Para os padrões portugueses, a minha quinta tem um tamanho razoável, vinte alqueires, e a sua? - retruca o nobre lusitano.
- Olha, eu saio de casa de manha, ligo o meu jeep e ao meio dia ainda não percorri a metade da minha propriedade.
- Pois é, - responde o Alentejano - já tive um carro desses. É uma merda...

Depois de uma tarde inteira no cinema, a adolescente chega em casa emburrada e bate a porta com toda força.


— O que foi, Camilinha? — pergunta a mãe, aflita — O filme não foi bom?
— Ai, mãe! Foi horrível... Eu tive que trocar de lugar cinco vezes no cinema!
— Por que, minha filha? Algum homem se meteu a engraçadinho com você?
— Sim! — respondeu ela — Mas só na minha quinta tentativa!

Lojinha do Abdul

Um engravatado entra na lojinha do Abdul, no Polana Shopping em Maputo e olha com desprezo para o balcão escuro, as roupas penduradas em ganchos e o chão de tacos de madeira.
Ao deparar-se com esta situação, o Abdul irrita-se com o desprezo do tipo, e resmunga:
- Está a olhar para a loja do Abdul com cara de parvo porquê? Com esta lojinha, Abdul tem apartamento em Portugal, tem apartamento na Coop, tem casa no Bilene, tem quinta no campo, tem filho a estudar medicina nos Estados Unidos, tem filha estudando moda em Paris, tudo só com lojinha!
O tipo vira-se e diz:
- O senhor sabe quem eu sou? Eu sou o fiscal das Finanças!
- Muito prazer! Eu Abdul, maior mentiroso do Polana Shopping..

O jogo do dia do juízo final Houve uma catástrofe tão grande que acabou o mundo.

Era o apocalipse. Todas as almas foram para o purgatório para serem julgadas. O julgamento era feito por nações. Assim, todas as nações foram sendo julgadas de modo que todas as pessoas fossem julgadas com base em seus feitos e também pelos feitos de sua nação. Quando o Brasil foi julgado tirou nota 10 como nação.
Deus explicou:
— Os brasileiros são pacíficos. Aguentaram barbaridades após barbaridades e nunca entraram em guerra civil.
Além do mais, suportaram os chatos dos argentinos e uruguaios a vida inteira. Todos vão para o paraíso.
Os brasileiros saíram fazendo festa e foram embora para o paraíso.
Chegou a vez dos argentinos.
Deus disse:
— Vão todos pro quinto dos infernos.
Foi uma chiadeira geral. Os argentinos como sempre não queriam ficar atrás dos brasileiros e pediram explicação.
Deus disse:
— Senhores e senhoras platinos! É do meu conhecimento que os senhores usaram meu nome em vão na presença do mundo inteiro, quando o Maradona marcou um gol na Inglaterra e disse que era a mão de Deus. Meus filhos, quando fizerem canalhices, não usem meu nome em vão. Os senhores são expertes em malícia e adoram fazer gols de mão, mas não gostam que procedam assim com os senhores. Depois, os senhores cometeram o pecado da mentira quando votaram em massa no Maradona como melhor jogador do século. Ora, meus filhos, os senhores votaram, cada um, várias vezes no seu ídolo, pois a votação pela internet é uma mentira por si mesma.
Para terminar, lembro que o Pelé já havia sido eleito como o melhor atleta do século e, ainda assim, os senhores aproveitaram a falha da FIFA para fazer um papelão daquele.
O líder dos argentinos, Maradona, gritava o tempo inteiro:
— Yo soy el mejor! Yo soy el mejor!
Deus intervéio:
— Está bem! Não vou ser tão rigoroso. Vou lhes dar uma oportunidade. Chamem o Pelé. O único e legítimo atleta de todos os tempos.
O Pelé veio e juntou-se a Deus e aos argentinos.
Então, Deus dirigiu-se a Pelé:
— Caríssimo filho, Tu, que me destes tão belos momentos de diversão, com gols que ninguém jamais fará igual, nem teu irmão platino, Maradona, pois tamanho talento só concedi a ti. Coloco em tuas mãos o destino destas almas platinas. Que decides tu!?
Pelé, do alto de sua majestade, olhou para os argentinos, que já começavam a deslizar para o fundo do inferno. O calor das chamas começava a torrar os argentinos. Foi quando eles, os argentinos, começaram a dizer:
— O Maradona é o primeiro, mas Pelé é hors-concours. Fue una broma. Fue una broma (tradução: foi uma brincadeira, foi uma brincadeira.) Pelé, então, virou-se para Deus e pediu:
— Pai, permite-lhes que paguem pelo que fizeram com uma penalidade simples. Deixe que eles representem o céu no jogo contra os do inferno.
Assim, se ganharem, mostrarão que são dignos de ficarem no céu. Se perderem, serão humilhados pelos rabudos. Mas senhor, os argentinos terão de jogar sem os braços para não fazerem gols de mão.
O jogo foi aprontado de imediato. Logo, estava a Seleção da Argentina lutando contra a Seleção do Inferno. O jogo começou e a Seleção do Inferno foi logo fazendo um gol de mão. Os argentinos protestaram. Mas o árbitro validou o gol. A Seleção do Inferno ia fazendo um gol após o outro e os argentinos protestavam o tempo inteiro contra o árbitro. O jogo já estava dez a zero para a Seleção do Inferno. Os argentinos já estavam cabisbaixos, desesperados e choravam.
Deus dizia:
— Meus filhos, tudo isto é o que os senhores faziam com as outras seleções.
Então, os argentinos imploraram a Pelé para que jogasse pela Seleção Argentina para salvá-los. Deus permitiu e Pelé entrou para jogar, mas fez questão de vestir a camisa da Seleção Brasileira. Os argentinos protestaram, mas, quando perceberam que Pelé ia desistir, concordaram. Pelé começou a jogar, pegava na bola e fazia o gol para a Seleção Argentina. Pouco tempo depois o jogo estava empatado. Dez a dez, todos feitos por Pelé. Faltavam trinta segundos para o jogo terminar quando os argentinos se arrependeram de ter concordado com o apoio de Pelé e tentaram evitar o gol da vitória de sua própia Seleção. Correram todos para a defesa da Seleção do Inferno. Ali, na área onde ficava a defesa do Inferno, viam-se as camisas vermelhas dos jogadores da Seleção do Inferno (os jogadores também eram vermelhos) e camisas azuis e brancas dos argentinos, tentando evitar o último gol para a Seleção da Argentina. Pelé pegou a bola e foi passando por todos. Era um pontinho amarelo num mar vermelho e azul e branco. Era bola por debaixo das pernas, banhos ou chapéus, dribles da vaca, elásticos, etc.
Finalmente, Pelé colocou a bola por baixo das pernas de Maradona, que ficou caído no chão, e deu um chapéu no goleiro da Seleção do Inferno e chutou a bola por baixo das pernas do goleiro argentino, fazendo o gol. Um gol de placa e um verdadeiro frangaço do goleiro argentino.
Deus disse:
— Meus filhos platinos, mais uma vez os senhores caíram em tentação e tentaram evitar o óbvio, o verdadeiro. Pelé é único, não importa o que os senhores fizeram para colocar Maradona no lugar dele. Se os senhores dizem que Maradona foi feito por minhas mãos, não estão mentindo. Mas Pelé!... Pelé foi feito da mas pura essência que existe no Universo. Da minha essência. Os senhores preferiram defender a Seleção do Inferno a admitir que Pelé é o melhor, o verdadeiro, o único. Também existe o pecado de falsidade que os senhores cometeram recentemente, pois não jogaram para valer contra os uruguaios pelas eliminatórias, fazendo com que a Colômbia fosse desclassificada. Parece-me que os senhores não se deram bem com as seleções de camisa amarela. Não esqueceram jamais a goleada de cinco a zero que tomaram em 1993 da Seleção da Colômbia. Compreendo, mas não os perdôo. Alguns jogadores platinos disseram a imprensa que, se a Colômbia tivesse feito mais um gol contra os paraguaios e ganhacessem de cinco a zero, a Seleção da Argentina teria deixado a Seleção do Uruguai ganhar o jogo. Isto prova que Argentina e Uruguai são farinhas do mesmo saco. Com os peruanos, chilenos, bolivianos e paraguaios tendo se aproximado cada vez mais dos senhores e dos uruguaios. Portanto, declaro-os culpados e deverão expiar seus pecados no Inferno junto com seus irmãos uruguaios.
Maradona gritou:
— O quê!? Os uruguaios também estão no Inferno.
Deus disse:
— Claro, meus filhos, os senhores acabaram de jogar contra eles.
O caso havia se encerrado quando Deus virou-se para os anjos e disse:
— Anjos, fazei uma placa em honra de Pelé para que o gol que ele fez nesta partida fique registrado por toda a eternidade e colocai a placa junto com a outra que relembra todos os gols que ele fez.
Os argentinos, agora juntos com os uruguaios, apulpavam, enquanto iam deslizando para o buraco do inferno.
Deus, então, sussurrou:
— Ô, psiu!
Todos olharam para trás e Deus completou:
— Além dos senhores platinos terem sido campeões no México fazendo gol de mão em meu nome, pelo que os condeno, também foram campeões em seu próprio país de modo ilícito, pois compraram o time do Peru para que tomasse uma goleada e assim os senhores desbancassem o Brasil no saldo de gols. Os própios jogadores da Seleção do Peru confessaram tanto para a imprensa terrena, enquanto o mundo existia, claro, como para mim, neste dia do juízo final.
Os argentinos e os uruguaios diziam ahs!
E ohs!... E íam escorregando para as entranhas do inferno.
Ciao, muchachos.

Lei de Natalidade

Num determinado país, havia uma lei que favorecia a natalidade. Necessitando de mão de obra, foi criada a lei que obrigava os casais a terem um número X de filhos. Previram também uma tolerância de cinco anos! Os casais que completassem cinco anos de casamento sem ter pelo menos um filho, receberiam a visita de um agente especial que o governo destacaria para "auxiliar" o casal. Assim, tivemos o seguinte fato, onde marido e mulher dialogavam:
— Querido! Hoje completamos o quinto aniversario de casamento!
— É, e infelizmente não tivemos um herdeiro.
— Será que eles vão enviar o tal agente?
— Eu não sei!
— E se ele vier?
— Bem, eu não tenho nada a fazer!
— Eu muito menos...
— Vou sair. Já estou atrasado para o trabalho!
Logo após a saída do marido, batem a porta. A mulher vai ver que era e encontra a sua frente, um homem! Era um fotografo que se enganara de endereço.
— Bom dia! Eu sou...
— Ah! Já sei! Pode entrar!
— Seu marido está em casa?
— Não! Ele foi trabalhar!
— Presumo que ele esteja a par.
— Sim! Ele esta a par e também concorda.
— Ótimo! Então vamos começar?
— Mas... já? Assim tão rápido?
— Preciso ser breve pois ainda tenho 16 casais para visitar.
— Puxa! O senhor aguenta?
— Aguento sim, pois adoro o meu trabalho! Ele me dá muito prazer.
— Então, como vamos fazer?
— Permita-me sugerir: uma no quarto, duas no tapete, duas no sofá, uma no corredor duas na cozinha e a ultima na varanda!
— Nossa!!! Não é muito?
— Assim eu garanto que acerto de primeira!
— O senhor já visitou alguma casa neste bairro?
— Não! Mas tenho comigo algumas amostras dos meus últimos trabalhos! (falava, mostrando foto de crianças) São belos, não?
— Como são lindos estes bebes! O senhor os fez?
— Sim. Este aqui... (mostrando outra foto) foi conseguido na porta do supermercado.
— Que horror!
— Foi um dos serviços mais difíceis que já fiz!
— Imagino...
— Esta foi feita num parque de diversões.
— Credo! Como o senhor conseguiu?
— Não foi fácil! Se não bastasse a neve caindo, tinha ainda uma multidão em cima de nos. Quase não consegui acabar!
— Ainda bem que sou discreta! Não quero que ninguém nos veja!
— Ótimo. Eu também prefiro assim. Agora se me der licença, vou armar o tripé...
— Tripé? Pra que?
— Bem, madame... é necessário. O meu instrumento além de pesado, depois de pronto para funcionar, mede metro e meio!
A mulher desmaiou.

Casada Oito Vezes

Um advogado casou com uma mulher que havia sido casada oito vezes. Na noite de núpcias, no quarto do hotel a noiva disse:
— Por favor meu bem, seja gentil. Ainda sou virgem!
Perplexo, sabendo que ela havia sido casada oito vezes, o noivo pediu para que ela se explicasse.
— Ela respondeu:
— Meu primeiro marido era psicólogo. Ele só queria conversa sobre sexo;
— Meu segundo marido era ginecologista. Ele só queira examinar o local;
— Meu terceiro marido era colecionador de selos. Ele só queria lamber;
— Meu quarto marido era gerente de vendas. Ele dizia que sabia que tinha o produto, mas não sabia como utiliza-lo;
— Meu quinto marido era engenheiro. Ele dizia que compreendia o procedimento básico, mas que precisava de três anos para pesquisar, implementar e criar um método de utilização;
— Meu sexto marido era funcionário público. Ele dizia que compreendia perfeitamente como era, mas que não tinha certeza se era da competência dele;
— Meu sétimo marido era técnico de informática. Ele dizia que se estava funcionando, era melhor ele não mexer;
— Meu oitavo marido era analista de suporte. Depois de dar uma olhada, ele disse que as peças estavam todas perfeitas, mas que não sabia porque o sistema não funcionava.
— Por isso agora estou me casando com um advogado.
— Por que eu? — Disse o advogado.
— Porque tenho certeza que você vai me foder!

Num convento de freiras, daqueles bem ortodoxos, a Madre Superiora levanta da cama e exclama:


— Que noite linda! Hoje estou tão feliz que vou até tratar bem as freiras!
Então ela sai do quarto e encontra uma freira no corredor:
— Bom dia, Irmã Josefa. Está com boa aparência. E que bela camisola está a tricotar!
— Obrigada, Madre. A senhora também está muito bem, mas parece que se levantou do lado errado da cama, não?
A Madre não gostou nada do comentário, mas continuou.
Mais adiante, ela encontrou outra freira.
— Bom dia Irmã, Maria! Você parece muito bem! E seu bordado está ficando lindo! Parabéns!
— Obrigado, Madre. A senhora também está com bom aspecto. Mas vê-se que hoje se levantou do lado errado da cama!
A Madre Superiora ficou furiosa, mas seguiu o seu caminho.
Porém, todas as freiras respondiam o mesmo. Assim, quando chegou à quinta freira já estava irritadíssima e resolveu tirar essa história a limpo.
— Bom dia, Irmã Leonor. Por favor, seja sincera. Eu estou com ar de quem se levantou hoje do lado errado da cama?
— Sim, Madre...
— E posso saber por quê?
— É que a senhora calçou as sandálias do Padre Antônio, Madre!

Português que gosta de correr

O português comprou um Fusca, e gostava muito de correr. Então foi ele, primeira marcha, segunda, terceira, quarta, quinta e bum, o motor explodiu.
Então comprou um Gol. Primeira marcha, segunda, terceira, quarta, quinta e bum, explodiu.
Então lá pelo décimo carro se cansou e comprou um Nissan Skyline totalmente tunado. Lá foi o Manuel. Primeira marcha, segunda, terceira, quarta, quinta, sexta e buuum, explodiu. Então foi reclamar:
- Comprei esse carro mas ele explodiu. Então o vendedor:
- Como você dirige??? Manuel?
- Eu vou correr, então ponho a primeira, segunda, terceira, quarta, quinta, sexta e quando ponho no R de RAPIDÃO ele explode.

Carta da vovó

A vida aqui na casa de repouso é muito agradável. Todo mundo cuida de
mim com tanto carinho... Eu divido meu quarto com uma outra hópede, a
Eugênia. Nós temos muita coisa em comum. Ela tem 91 anos e eu 87.

Cada carta de vocês e cada lembrancinha que vocês mandam são uma
grande alegria para mim. Ontem eu recebi o radinho que vocês me
mandaram e devo dizer que, não fosse minha artrite, eu teria pulado de
alegria. Eu fico ouvindo o radinho o dia todo.

Eugênia teve também um radinho durante anos, mas ela mantinha o volume
no mínimo, e eu quase não conseguia ouvir (e não foi por falta de
pedir para que aumentasse para que eu também pudesse ouvir). Mas ela
nunca aumentou. Não estou dizendo que ela fazia de propósito (Deus a
guarde), mas ela é tão velhinha... Acho que não dá para culpá-la. E,
na quinta-feira, a Eugênia deixou cair o radinho no chão e ele se
quebrou em mil pedaços. Não é preciso dizer que foi impossível
consertá-lo. Coitada, fiquei com tanta pena dela!

Hoje à noite, enquanto eu ouvia a missa na Rádio Aparecida, a
Eugênia veio conversar comigo. Ela estava com lágrimas nos olhos. Ela
me pediu para aumentar o volume para que ela pudesse ouvir a missa
também.

Claro, eu mandei ela passear. Deus a guarde.

Morte da Vaquinha

Um dia a mulher acordou, olhou pela janela e viu que a única vaquinha que eles tinham estava morta. A Velha ficou desesperada. E agora como iam alimentar a família? A vaquinha era o único bem que tinham. Deprimida, a mulher se suicidou.
Quando o marido acordou e viu a mulher e a vaquinha morta, ele não agüentou e teve um ataque cardíaco fulminante.
O filho mais velho acordou e viu a situação. Tomou uma decisão drástica: foi ate o rio para se afogar. Quando chegou no rio, deu de cara com uma sereia:
— Eu sei o que aconteceu com a sua família!
Disse a sereia:
— Mas se você transar comigo cinco vezes seguidas, eu trago todo mundo de volta!
O cara mandou ver. Mas só agüentou quatro vezes, na quinta ele broxou. A sereia ficou nervosa e o jogou no rio onde ele morreu afogado.
Então acordou outro irmão. Foi ate o rio atrás do irmão mais velho e encontrou a sereia.
— Se você transar comigo sete vezes seguidas, eu trago todo mundo de volta! — propôs a sereia.
O cara mandou ver, mas na sexta transada ele não agüentou e broxou. A sereia afogou ele no rio.
Então foi a vez do caçula, com doze anos. Ele foi ate o rio e encontrou a sereia.
— Se você transar comigo dez vezes, eu trago todo mundo de volta! — propôs a sereia.
— Dez vezes? — pergunta o caçula — E se você não agüentar e morrer que nem a vaquinha?

Havia em um galinheiro um galo que ja estava velho e então seu dono resolveu comprou um galo mais jovem.

Quando o galo jovem chegou ao galinheiro ja foi impondo respeitö:
— Olha só seu galo velho, todas as galinhas daqui são minhas, entendeu?
— Por favor, não faça isso, deixe algumas pra mim.
— Não deixo nenhuma, são todas minhas.
— Então vamos fazer o seguinte, galo novo. Vamos apostar uma corrida. Se eu der a volta no galinheiro primeiro que vocë eu fico com 3 galinhas e se vocë der a volta primeiro são todas suas. Mas tem uma condição, eu vou ficar alguns passos na sua frente porque eu sou mais velho, vocë topa?
O galo jovem vendo que o galo velho ja estava acabado aceitou. O galo velho ficou alguns passos na frente e uma das galinhas deu o sinal da partida. Enquanto o galo velho deva passos lentos o galo jovem saiu em disparada e quando ia alcançar o galo velho, o dono do galinheiro pegou uma espingarda e atirou no galo jovem.
Depois disso chegou na sua mulher e disse:
— Não é possível mulher, é o quinto galo boiola que eu compro essa semana.

Um dia o garçom chegou no trabalho em uma quinta-feira viu um homem e perguntou:


— Deseja alguma coisa? E o homem respondeu:
— Quero duas cachaças das brabas!
O garçom trouce a bebida o cliente bebeu pagou e foi embora.
Na outra quinta ele veio de novo e pediu mais duas cachaças bebeu pagou e foi embora.
Na outra quinta o garçom já agoniado perguntou ao cliente:
— Porque o senhor sempre pede duas cachaças nas quintas? Ele respondeu:
— Porque eu e meus irmãos fizemos uma promessa que toda quinta-feira bebemos duas cachaças para lembrar-nos um do outro.
O garçom já satisfeito entregou a bebida o cliente bebeu, pagou e foi embora.
Na outra quinta o cliente chega e pede quatro cachaças, aí o garçom pergunta:
— Porque o senhor hoje pediu quatro cachaças? e ele respondeu:
— Porque um irmão meu morreu então eu bebo por ele, vem me ajudar a beber isso garçom?

O sujeito morre e vai para o inferno.

Ao vê-lo com ar entristecido, o Diabo apressa-se em apresentar-lhe as coisas boas.
— Às segundas-feiras, nós fazemos aqui o Dia da Bebida... uísque, vinhos, cerveja...
— Eu não bebo!
— Que pena! - diz o diabo. - Às terças é o Dia do Cigarro... Temos as melhores marcas...
— Eu não fumo!
— Às quartas é dia de Jogo! Temos tudo: pôquer, cavalos...
— Eu não jogo!
— Às quintas é o dia da Droga! Maconha, cocaína, heroína...
— Desculpe, mas não uso drogas.
— Escuta, você é gay? - pergunta o diabo, estarrecido com tantas negativas.
— Não!
— Ih! Então você também vai odiar as sextas-feiras!

O Camelo e o Burro

No meio do deserto um camelo e um burro encontram a primeira poça de água. O camelo se adianta e bebe toda a água. O burro indignado questiona:
- Por que não deixou nada pra mim?
O camelo responde:
- Cale a boca, burro! Eu sei o que estou fazendo.
E o mesmo aconteceu na segunda, terceira e quarta poças de água.
Na sexta poça o burro questiona:
- Por que não deixou nada pra mim?
E o camelo responde:
- Cale a boca, burro! Eu sei o que estou fazendo.
Se você prestou atenção, deve querer saber por que pulei quinta poça. O motivo é:
- Cale a boca, burro! Eu sei o que estou fazendo.

Garoto da campainha

O Quinzinho era o melhor aluno da turma, até que um dia a professora pediu para os alunos fazerem uma redação sobre a lógica, toda a turma se pôs a escrever menos o Quinzinho, passado quinze minutos a professora foi falar com ele:
P: Então Quinzinho que se passa?
Q: Professora deixe-me!
Faltavam quinze minutos para acabar a aula e voltou a professora:
P: Então Quinzinho, não escreves nada?
Pelo que o Quinzinho respondeu:
Q: Professora, eu por palavras sei dizer o que é a lógica, mas não consigo escrever.
P: Então diz lá.
Q: A lógica... A lógica é... Por exemplo, eu moro num sexto andar, todos os dias antes de vir para a escola, eu toco nas campainhas do quinto, do quarto, terceiro, do segundo e do primeiro andar, quando vou almoçar toco nas campainhas do primeiro, do segundo, do terceiro do quarto e do quinto andar, quando venho à tarde toco nas campainhas do quinto, do quarto, do terceiro, do segundo e do primeiro andar, quando à noite volto para casa, eu toco nas campainhas do primeiro, do segundo, do terceiro, do quarto e do quinto andar, pela lógica Senhora Professora, eu devia ser o Quinzinho das Campainhas, mas não, é aquele filho da puta do sexto andar...

O anão estavo no metro quando um cara viu ele escoregando da cadeira e ele foi la e colocou ele no para tras no lugar.

de novo o anão escoregando e o cara foi la e colocou ele para tras no lugar. na quinta vez o cara ja irritado que o anão toda hora escoregava o rapaz perguntou:
— Po cara to voce nao para de essoregar,o que esta havendo?
O anao responde:
— É qu e faz cinco estações que eu quero descer e voce nao deixa.

Milhares de pequenos criadores de gado neozelandeses respiraram aliviados hoje, depois que o Governo anunciou que desistiu da idéia de um imposto sobre a flatulência dos animais. 'No lugar de esmagar os produtores com impostos vamos incentivar a pesquisa e as ajudas ao desenvolvimento, dentro das regras gerais que serão anunciada na quinta-feira', anunciou o ministro de Pesquisa, Ciência e Tecnologia, Pete Hodgson. Os pecuaristas já haviam dito que o projeto do governo iria arruinar os pequenos proprietários do setor. A medida estudada e descartada propunha taxá-los entre US$ 2 e US$ 30, respectivamente, por cada ovelha (que são mais de 43 milhões no país) e vaca (12 milhões). O imposto seria cobrado como forma de reparação pelo gás metano expelido pelos animais durante ou processo digestivo. O gás proveniente das feses representa a metade do total de gás metano que a Nova Zelândia emite, e que causa o efeito estufa.

Um náufrago de sorte

Depois de um ano de trabalho duro, Vladmir saiu de férias e resolveu viajar em um caríssimo cruzeiro marítimo. Depois de duas semanas de viagem, o navio naufragou e somente ele e mais seis mulheres conseguiram se salvar, nadando até uma ilha deserta.

Passada uma semana, todas as mulheres queriam transar com ele e, diante desse terrível problema, Vladmir resolveu fazer uma proposta:

— Cada dia da semana eu transo com uma de vocês!

Sem opção, as mulheres aceitaram a proposta.
Na segunda-feira Vladmir transava com a Renata. Na terça com a Júlia. Na quarta com a Fabiana. Na quinta com a Cláudia, na sexta com a Michelle e no sábado com a Patrícia.

No domingo ele descansava porque ninguém é de ferro! Depois de alguns meses nessa massacrante rotina, ele estava pescando e avistou um outro sujeito dentro de um pequeno barco, vindo em direção à ilha. Então ele pensou "Beleza! Agora eu vou poder dividir as mulheres com aquele cara! Vai sobrar mais tempo pra descansar!".

Depois de alguns instantes o sujeito chegou até a praia e Vladmir se apressou em ajudá-lo a descer do barco. Quando o novo visitante encostou na água deu um tremendo grito:

— Aaaaaaai, que horror!!! Que água mais gelada! Cruzes!!!

Vladmir, decepcionado, resmungou:

- Puta que o pariu... Lá se vai o meu domingo!!!

Curiosidade do Menino

Uma criança está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na calçada.
— Pai, quem são aquelas senhoras?
O pai meio embaraçado, responde:
— Não interessa, filho... Olha antes para esta loja... Já viu os lindos brinquedos que tem?
— Sim, sim, já vi. Mas... quem são as senhoras e o que é que estão fazendo ali paradas?
— São... são... São senhoras que vendem na rua.
— Ah, sim! Mas vendem o quê? — pergunta admirado o garoto.
— Vendem... vendem... Sei lá... vendem um pouco de prazer.
O garoto começa a refletir sobre o que o pai lhe disse e, quando chega em casa, abre a sua carteira com a intenção de ir comprar um pouco de prazer.
Está com sorte! Pode comprar 50 reais de prazer! No dia seguinte vai ver uma prostituta e pergunta-lhe:
— Desculpe, minha senhora, mas pode-me vender 50 reais de prazer, por favor?
A mulher fica admirada e por momentos não sabe o que dizer mas, como a vida está difícil, ela aceita, leva o garoto para casa dela e prepara-lhe seis pequenas tortas de morangos. Já era tarde quando o garoto chega em casa. O seu pai, preocupado pela demora do filho, pergunta-lhe onde ele tinha estado. O garoto olha para o pai e diz:
— Fui ver uma das senhoras que nós vimos ontem para lhe comprar um pouco de prazer!
O pai fica amarelo:
— E... e então... como é que se passou?
— Bom, as quatro primeiras não tive dificuldade; a quinta levei quase uma hora e a sexta foi com muito sacrifício, tive quase que empurrar com o dedo, mas comi mesmo assim. Ao final, estava todo lambuzado, derramei creme por todo o chão e a senhora me convidou para voltar amanhã, posso ir?
O pai cai de costas.

Após uma longa e caliente lua de mel o maridão todo cheio de nove horas diz para a esposa:


— Querida, nossa lua de mel foi uma maravilha, mas existem algumas regras que você deve saber e respeitar para termos o nosso casamento feliz.
— Ok. Querido! Quais são as regras?
— Bem, nas segundas e quartas, eu tenho um compromisso sagrado: eu saio para jogar futebol com os amigos. Eu já faço isso há anos com a mesma turma da faculdade, não vai nenhuma mulher e com casamento ou sem casamento eu vou!
— Ok. Meu amor! Tudo bem!
— Bem, nas terças e quintas, eu tenho um outro compromisso sagrado: eu saio para ir a sauna com os amigos. Eu já faço isso há anos, com alguns amigos.
Não vai nenhuma mulher e com casamento ou sem casamento eu vou!
— Ok. Meu amor! Tudo bem!
— Nas sextas-feiras eu tenho um compromisso quase profissional: eu saio para tomar cerveja com o pessoal do escritório. É o lado social do nosso trabalho... você sabe como é! Eu já faço isso há anos...
Não vai nenhuma mulher e com casamento ou sem casamento eu vou!
— Ok. Meu amor! Tudo bem!
— Poxa! Que bom que você entendeu tudo direitinho!
Encontrei a mulher certa! A minha turma vai ficar morrendo de inveja da minha sorte!
— Vamos nos dar muito bem, querida...
Quando ela faz um aparte...
— Espere um pouquinho meu amor! Eu também tenho uma regra que eu quero continuar seguindo, é apenas uma, e depende muito de você!
— E qual é, meu amor?
— Todas as noites, com marido ou sem marido, eu transo!

Leis de Murphy 1

Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.

Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos.

Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual.

Tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível.

Se há possibilidade de várias coisas darem errado, todas darão - ou a que causar mais prejuízo.

Se você perceber que uma coisa pode dar errada de 4 maneiras e conseguir driblá-las, uma quinta surgirá do nada.

Seja qual for o resultado, haverá sempre alguém para: a) interpretá-lo mal. b) falsificá-lo. c) dizer que já o tinha previsto em seu último relatório.

Quando um trabalho é mal feito, qualquer tentativa de melhorá-lo piora.

Acontecimentos infelizes sempre ocorrem em série.

Toda vez que se menciona alguma coisa: se é bom, acaba; se é ruim, acontece.

Em qualquer fórmula, as constantes (especialmente as registradas nos manuais de engenharia) deverão ser consideradas variáveis.

As peças que exigem maior manutenção ficarão no local mais inacessível do aparelho.

Se você tem alguma coisa há muito tempo, pode jogar fora. Se você jogar fora alguma coisa que tem há muito tempo, vai precisar dela logo, logo.

Você sempre encontra aquilo que não está procurando.

Quando te ligam: a) se você tem caneta, não tem papel. b) se tem papel não tem caneta. c) se tem ambos ninguém liga.

A Natureza está sempre à favor da falha.

Entre dois acontecimentos prováveis, sempre acontece um improvável.

Quase tudo é mais fácil de enfiar do que de tirar.

Mesmo o objeto mais inanimado tem movimento suficiente para ficar na sua frente e provocar uma canelada.

Qualquer esforço para se agarrar um objeto em queda provocará mais destruição do que se deixássemos o objeto cair naturalmente.

O sujeito chega no médico e diz:


— Doutor, meu negócio é muito grave. Eu olho para o espelho e fico de pau duro!
O médico, com aquela má vontade, nem olhou direito para a cara do sujeito, receitou uma droga qualquer e mandou ele embora.
Mas o cara voltou, e voltou a segunda, a terceira, a quarta, na quinta vez ele explodiu:
— Doutor, o senhor quer fazer o favor de olhar pra mim, porra! É a quinta vez que eu venho aqui para lhe dizer que eu olho para o espelho e fico de pau duro.
Aí o médico com a maior tranqüilidade colocou os óculos na testa, e olhando fixamente para a cara do cara lascou:
— Ô meu filho, matei a charada. Agora tô entendendo porque você olha pro espelho e fica de pau duro... Você tem cara de buceta!!

Advogados

Um advogado casou com uma mulher que havia sido casada 12 vezes. Na
noite de núpcias, no quarto do hotel, a noiva disse:
* "Por favor, meu bem, seja gentil. Ainda sou virgem."
Perplexo, já que ela havia sido casada 12 vezes, o noivo pediu a ela
que se explicasse. Ela respondeu:
* Meu primeiro marido era psiquiatra. Ele só queria conversar sobre
sexo.
* Meu segundo marido era ginecologista. Ele só queria examinar o local.
* Meu terceiro marido era colecionador de selos. Ele só queria lamber.
* Meu quarto marido era Gerente de Vendas. Ele dizia que sabia que
tinha o produto, mas não sabia como utilizá-lo.
* Meu quinto marido era do Departamento de Telemarketing. Ele dizia que
tinha os pedidos, mas que não sabia quando ia poder entregar o produto.
* Meu sexto marido era Engenheiro. Ele dizia que compreendia o
procedimento básico, mas que precisava de três anos para pesquisar,
implementar e criar um método revolucionário.
* Meu sétimo marido era Servidor Publico. Ele dizia que compreendia
perfeitamente como era, mas que não tinha certeza se era da competência
dele.
* Meu oitavo marido era Técnico de CPD. Ele dizia que se estava
funcionando era melhor ele não mexer.
* Meu nono marido era Gerente de Treinamentos. Ele sempre dizia: "Quem quer
ensinar tem que aprender primeiro" e só ficava estudando.
* Meu décimo marido era Analista de negócios e passava o nosso
casamento todo dizendo de forma grandiosa que "Isso vai ser fantástico para
você".
* Meu décimo-primeiro marido era Gerente de Sistemas . Ele tinha
certeza que devia estar funcionando, e vivia prometendo mandar alguém dar
uma olhada.
* Meu décimo-segundo marido era Analista de Suporte. Depois de dar uma
olhada, ele disse que as peças estavam todas perfeitas mas que não
sabia porque o sistema não funcionava.
* Por isso agora estou casando com um advogado, porque eu tenho certeza que
você vai me foder...

Se alguma coisa pode dar errado, dará.

E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível.
Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos.
Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual.
Tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível.
Se há possibilidade de várias coisas darem errado, todas darão - ou a que causar mais prejuízo.
Se você perceber que uma coisa pode dar errada de 4 maneiras e conseguir driblá-las, uma quinta surgirá do nada.
Seja qual for o resultado, haverá sempre alguém para: a) interpretá-lo mal. b) falsificá-lo. c) dizer que já o tinha previsto em seu último relatório.
Quando um trabalho é mal feito, qualquer tentativa de melhorá-lo piora.
Acontecimentos infelizes sempre ocorrem em série.
Toda vez que se menciona alguma coisa: se é bom, acaba; se é ruim, acontece.
Em qualquer fórmula, as constantes (especialmente as registradas nos manuais de engenharia) deverão ser consideradas variáveis.
As peças que exigem maior manutenção ficarão no local mais inacessível do aparelho.
Se você tem alguma coisa há muito tempo, pode jogar fora. Se você jogar fora alguma coisa que tem há muito tempo, vai precisar dela logo, logo.
Você sempre encontra aquilo que não está procurando.
Quando te ligam: a) se você tem caneta, não tem papel. b) se tem papel não tem caneta. c) se tem ambos ninguém liga.
A Natureza está sempre à favor da falha.
Entre dois acontecimentos prováveis, sempre acontece um improvável.
Quase tudo é mais fácil de enfiar do que de tirar.
Mesmo o objeto mais inanimado tem movimento suficiente para ficar na sua frente e provocar uma canelada.
Qualquer esforço para se agarrar um objeto em queda provocará mais destruição do que se deixássemos o objeto cair naturalmente.

No galinheiro de um certo caipira, restava apenas um galo velho que não estava mais dando conta do recado.

.. depois de inumeras tentativas o caipira vai em busca de um novo galo novo novamente, e escolhe um forte, viril, de pelos bem tratados...
Um perfeito reprodutor.
Ao colocar o novo galo no galinheiro o galo velho se adianta dizendo:
"Olha só... eu sei que ja estou velho e você veio para me substituir, mas peço-te apenas uam coisa..."
— E o que é galo rabugento??
— Você pode ficar com todas essas maravilhosas galinhas, mas deixe apenas duas para um pobre galo velho aki...
— É ruim hein velhote!! são todas minhas!
— Bom já que não aceitas por que não sejamos mais justos então e apostamos uma corrida até o outro lado so galinheiro? se você ganhar você fica com todas e eu nem vou pestanejar, mas se eu ganhar eu quero apenas minhas duas galinhas.
E o galo novo, vendo que seria facil para ele aceitou o desafio do velho, que pediu apenas uma condição:
"Eu quero 1/3 do galinheiro de vantagem, senão seria facil demais para você..."
Com a aceitação do novo galo eles se posicionam e é dada a largada.
O galo novo era realmente muito rapido e não teve dificuldades para se aproximar do velho que ja não tinah mais nenhum vigor, e quando o galo novo estava quase ultrapassando o coitado do velho ouve-se um tiro e o galo novo cai no chão morto.
Ao longe ouve-se a voz do caipira dizendo á sua esposa:
— Mas que merda hein muié já deve ser o quinto galo viado que nois compra esse mês!!!

Um mágico trabalhava emum navio, fazendo shows para os passageiros.

O públicoeradiferente a cada semana, então o mágico sempre repetia os mesmos truques. O papagaio do capitão via os shows e começava a entender como o mágico fazia os truques. Quando ele entendia um truque, começava a gritar no meio do show:
'Olha, não olhem para o mesmo chapéu! Olha, ele está escondendo as flores debaixo da mesa! Hei, por que todas as cartas são Ás de Espada? ' O mágico ficava furioso, mas não podia fazer nada. Afinal de contas era o papagaio do capitão. Então, um dia o navio afundou. O mágico acabou agarrado a um pedaço de madeira no meio do mar e por capricho do destino, junto com o papagaio. Eles olharam um para o outro com ódio, mas não proferiram palavra alguma. Isto continuou por vários dias. Finalmente, no quinto dia, o papagaio não se conteve e disse:
— 'Ok, com essa eu desisto. Onde você enfiou a mer*da do navio?'

A Empregada que Ficou Grávida

O casal tinha conseguido arranjar uma empregada que era
uma maravilha. Até que um dia eles chegam em casa e encontram a Maria de mala na mão.
— Vou-me embora — anuncia ela.
Eles protestam e ela confessa que está grávida. Duas horas de conversa depois e eles resolvem adotar a criança.
E se passa um bom tempo ea empregada continua eficiente. Numa outra ocasião, eles estão chegando em casa e se deparam com a mesma cena, Maria com a mala na mão.
— Vou-me embora, engravidei de novo!
— Tudo bem, Maria! Fica que a gente adota esse também.
E o tempo passa, ea cena se repete pela terceira, quarta e quinta vez. Até que um dia...
— Vou-me embora! — diz Maria, com a mala na mão.
— Não! Desta vez chega! Seis crianças já é demais!
— Não, Madame! Eu não estou grávida não!
— Então, por que é que você está querendo ir embora desta vez?
— Eu gostava muito de trabalhar para a senhora, sabe! Mas agora, esse emprego está ficando cada dia pior... Eu detesto trabalhar em casa com crianças!

Pouco tempo depois de perder seu marido, a viúva começa a sentir falta e muita vontade de fazer sexo.


— E agora o que eu faço? Não quero procurar um parceiro, pois ainda está muito recente a morte do meu marido e todos duvidariam da minha fidelidade.
Foi até a cozinha tomar um suco de maracujá, para acalmar os ânimos. Ao abrir a geladeira, se deparou com uma embalagem de salsichas grandes e grossas.
— Deus que me perdoe! Mas vem cá salsichinha, que é você quem vai satisfazer meu desejo.
A viúva foi para a sala, deitou e rolou com a salsicha. Depois de se satisfazer, jogou a salsicha pela janela, que caiu na calçada. Um mendigo que todos os dias passava por ali recolhendo reciclagem, faminto, encontrou e comeu a salsicha.
E assim os dias foram se passando. Todos os dias a viúva se satisfazia com uma salsicha e depois a atirava pra fora da janela. E o mendigo, que todos os dias passava por ali com muita fome, encontrava e comia a salsicha.
A viúva ficou tão viciada em fazer isso, que mesmo menstruada, fez sexo com a salsicha, que ficou toda suja de sangue. Terminou e a atirou pela janela. O mendigo faminto que passava pela rua, viu a salsicha toda suja de sangue e mesmo assim comeu. Fazendo isso pelos quatro dias seguintes.
No quinto dia, o mendigo ficou triste ao encontrar a salsicha:
— Ahhh! O que será que aconteceu? Hoje está sem ketchup!

Hotel 5 Estrelas

Um grupo de garotas em férias foi a um hotel 5
estrelas do tipo "apenas para mulheres".
Como elas estavam sem seus namorados decidiram entrar.

O recepcionista, um rapaz muito atraente, explicou
como funcionava:

- Nós temos 5 andares... Subam pela escada um por um e
quando vocês encontrarem o que desejam podem ficar. É
fácil decidir, já que em cada andar há uma placa
dizendo o que vocês irão encontrar!

As garotas subiram para o primeiro andar onde uma
placa dizia:

"TODOS OS HOMENS QUE ESTÃO AQUI SÃO PÉSSIMOS AMANTES,
PORÉM SÃO SENSÍVEIS E GENTIS COM AS MULHERES"

As garotas riram e prontamente dirigiram-se ao próximo
andar...

Placa do segundo andar dizia:

"TODOS OS HOMENS AQUI SÃO ÓTIMOS AMANTES, PORÉM
GERALMENTE TRATAM MUITO MAL AS MULHERES"

`Assim não serve! Foram então para o terceiro andar e
a placa dizia:

"TODOS OS HOMENS AQUI SÃO ÓTIMOS AMANTES E TAMBÉM
SENSÍVEIS PARA COM AS NECESSIDADES DAS MULHERES"

Esse parecia bom, mas ainda havia mais dois andares
para investigar...

Então elas foram ao quarto andar. A placa anunciava o
paraíso:

"TODOS OS HOMENS AQUI SÃO SENSÍVEIS, GENTIS E
ATENCIOSOS COM AS MULHERES; TEM CORPOS PERFEITOS; SÃO
AMANTES MARAVILHOSOS; SÃO TAMBÉM SOLTEIROS, RICOS E
MACHOS"

Todas as garotas ficaram satisfeitas, porém decidiram
ver o que havia no último andar antes de decidir aonde
ficar. Quando chegaram ao quinto andar viram a placa
que dizia:

"NÃO HÁ HOMENS AQUI. ESSE ANDAR FOI CONSTRUÍDO APENAS
PARA PROVAR QUE NÃO HÁ COMO SATISFAZER AS MULHERES !!!"

O papagaio e o uísque

Nervoso com a turbulência, o sujeito, todo educado, pede pela quinta vez para a Aeromoça lhe trazer um uísque, mas ela continua fingindo que não o ouve.
Sentado ao seu lado, o papagaio comenta:
- Você está sendo gentil demais com a moça! Mulher gosta de ser maltratada! Quer ver só?
E assim que a aeromoça passa pelo corredor, o papagaio grita:
- Ô, sua filha de uma puta, me traz logo um copo de uísque com bastante gelo!
Dois minutos depois ele é atendido.
- Viu como funciona?
O sujeito torna a fazer o seu pedido, educadamente e nada.
Dez minutos depois o papagaio, de novo:
- Aí, sua vagabunda do caralho! Não está vendo que o meu copo está vazio? Traz lá mais uma dose dessa porra de uísque, sua piranha!
Um minuto depois o copo do papagaio está cheio novamente.
Aí o sujeito perde a paciência.
- Escuta aqui, sua vaca! Traz uma dose de uísque pra mim também senão eu vou lhe enfiar um cacete nesse teu rabo fedido!
Dois minutos depois a aeromoça volta acompanhada de dois seguranças que pegam o passageiro pelo colarinho, abrem a porta do avião e o atiram a dois mil metros de altura.
Antes de cair, ele ainda ouve o papagaio comentar:
- Pra quem não voa, este cara é muito folgado, não é?

A marvada da pinga

Eu tinha la em casa dez garrafas de cachaça, da boa.
Mas minha mulher obrigou- me a joga-las fora.
Peguei a primeira garrafa, bebi um copo e joguei o resto na pia.
Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei o resto na pia.
Peguei a terceira garrafa bebi o resto e joguei o copo na pia.
Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei o resto no copo.
Pequei o quinto copo joguei a rolha na pia e bebi a garrafa.
Peguei a sexta pia, bebi a garrafa e joguei o copo no resto.
A sétima garrafa eu peguei no resto e bebi a pia.
Peguei no copo, bebi no resto e joguei a pia na oitava garrafa.
Joguei a nona pia no copo, peguei na garrafa e bebi o resto.
O decimo copo, eu peguei a garrafa no resto e me joguei na pia.

A família jantava tranquila quando, de repente, a filha de 11 anos comenta:


— Tenho uma má notícia... Não sou mais Virgem! Sou uma vaca! — E começa a chorar, visivelmente alterada, com as mãos no rosto e um ar de vergonha. Silêncio sepulcral na mesa.
De repente, começam as acusações mútuas:
— Isto é por você ser como é! — marido dirigindo-se à mulher — Por se vestir como uma puta barata e se arreganhar para o primeiro imbecil que chega aqui em casa. Claro que isso tinha que ocorrer, com este exemplo que a menina vê todo dia! E você — pai apontando para a outra filha de 19 anos — que fica se agarrando no sofá e lambendo aquele palhaço do teu namorado que tem jeito de viado. Tudo na frente da menina!
A mãe não aguenta mais e revida, gritando:
— E quem é o idiota que gasta metade do salário com as putas e se despede delas na porta de casa? Pensa que eu e as meninas somos cegas? E além disso,que exemplo você pode dar se, desde que assinou esta maldita TV a cabo, passa todos os finais de semana assistindo a pornôs de quinta categoria?
Desconsolada e à beira de um colapso, a mãe, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trêmula, pega ternamente na mão da filhinha e pergunta baixinho:
— Como foi que isso aconteceu, minha filha?
E, entre soluços, a menina responde:
— A professora me tirou do presépio! A Virgem agora é a Vanessa, eu vou fazer a vaquinha.

Empregada que ficou grávida

Aquele casal tinha conseguido arranjar uma empregada que era uma maravilha. Até que um dia eles chegam em casa e a encontram de mala na mão.
- Vou-me embora - anuncia ela.
Aí eles protestam e ela confessa que está grávida, duas horas depois eles resolvem adotar a criança.
E se passa um bom tempo e a empregada continua eficiente. Numa outra ocasião, eles estão chegando em casa e se deparam com a mesma cena, Maria com a mala na mão.
- Vou-me embora, engravidei de novo!
- Tudo bem, Maria! Fica que a gente adota esse também.
E o tempo passa, e a cena se repete pela terceira, quarta e quinta vez. Até que um dia...
- Vou-me embora! - diz Maria, com a mala na mão.
- Não! Desta vez chega! Seis crianças já é demais!
- Não, Madame! Eu não estou grávida não!
- Então, por que é que você está querendo ir embora desta vez?
- Eu gostava muito de trabalhar para a senhora, sabe! Mas agora, esse emprego está ficando cada dia pior... eu detesto trabalhar em casa com crianças!

Corrida de Galos

O fazendeiro resolve trocar o seu galo por outro que desse conta das inúmeras galinhas. Ao chegar o novo galo e, percebendo que perderia suas funções, o velho galo foi conversar com seu substituto:
— Olha, sei que já estou velho e é por isso que meu dono o trouxe aqui, mas será que você poderia deixar pelo menos duas galinhas para mim?
— Que é isso, velhote? Vou ficar com todas.
— Mas só duas... — ainda insistiu o galo.
— Não. Já disse! São todas minhas!
— Então vamos fazer o seguinte: Apostamos uma corrida em volta do galinheiro. Se eu ganhar, fico com pelo menos duas galinhas. Se eu perder, são todas suas.
O galo jovem mede o galo velho de cima abaixo e pensa que certamente ele não será capaz de vencê-lo:
— Tudo bem, velhote, eu aceito!
— Já que realmente minhas chances são poucas, deixe-me ficar a vinte passos a frente — pediu o galo velho.
O mais jovem pensou por uns instantes e aceitou as condições do galo velho.
Iniciada a corrida, o galo jovem dispara para alcançar o outro galo. O galo velho faz um esforço danado para manter a vantagem, mas rapidamente está sendo alcançado pelo mais jovem.
No momento em que o mais velho ia ser alcançado pelo mais novo, o fazendeiro pega sua espingarda e atira sem piedade no galo jovem. Guardando a arma, comenta com a mulher:
— Num tô intendendo, uai! É o quinto galo viado que a gente compra esta semana.

Melhores Amigas

Quinta-feira:
Querido diário, hoje eu e meu namorado estávamos no parque. Começamos a nos beijar e nos acariciar e, de repente, ele me fez uma proposta indecente. Então, saí correndo e percebi que minhas pernas são minhas melhores amigas.
Sexta-feira:
Querido diário, hoje eu e meu namorado estávamos no cinema. Começamos a nos beijar e nos acariciar e, de repente, ele me fez um toque indecente... Então, saí correndo e percebi que minhas pernas são realmente minhas melhores amigas.
Sábado:
Querido diário, hoje eu e meu namorado estávamos no apartamento dele. Ele colocou um jazz, bebemos um bom vinho, e começamos a nos beijar e nos acariciar e, de repente, ele me agarrou. Então, percebi que até as melhores amigas um dia se separam...

Doações lucrativas

Em um prédio do centro da cidade, o sujeito entra no elevador e se depara com uma loira deliciosa, de mini-saia e seios enormes, pulando pra fora do decote.

Muito solícita, ela se antecipa e puxa assunto:

— Eu estou indo para o quarto andar!

— É mesmo? — pergunta o sujeito, sem tirar os olhos dos peitões dela.

— É... Eu vou fazer uma doação de sangue! Todo mês eu faço e ganho 20 reais por doação!

— Pois eu estou indo para o quinto andar fazer uma doação de esperma! Faço toda semana e ganho 100 reais por doação!

A loira fica admirada e o elevador chega no quarto andar.

— Bom, então vou ter que ir... Até qualquer dia!

O sujeito, inspirado para fazer a doação de esperma, segue o seu caminho.

Depois de uma semana os dois se encontram no elevador novamente:

— Quarto andar, como sempre? — pergunta o sujeito.

E a moça, de boca cheia, sinaliza o número 5 com a mão!

O bêbado e as 10 garrafas

Eu tinha la em casa dez garrafas de cachaga, da boa.
Mas, minha mulher obrigou-me a joga-las fora.

Peguei a primeira garrafa, bebi um copo e joguei
o resto na pia.

Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei
o resto na pia.

Peguei a terceira garrafa, bebi o resto e joguei
o copo na pia.

Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei
o resto no copo.

Peguei o quinto copo, joguei a rolha na pia
e bebi a garrafa.

Peguei a sexta pia, bebi a garrafa e joguei
o copo no resto.

A sétima garrafa eu peguei no resto e bebi a pia.

Peguei no copo, bebi no resto e joguei a pia na oitava
garrafa.

Joguei a nona pia no copo, peguei na garrafa e bebi o
resto.

O décimo copo, eu peguei a garrafa no resto e me
joguei na pia.

Sabedoria

Um cara da cidade foi até um sítio comprar passarinhos. O caipira lhe oferece um casal de canários. Depois de examinar os bichos, ele pergunta pro caipira:
- Como é que a gente sabe se o passarinho é homem ou mulher?
E o caipira explicou:
- É simpres, o senhor tem quintar em casa, num tem?
- Tenho sim. - respondeu o homem.
- Pois intão, vá até o quintar e cavoca um buraco e pegue duas minhoca...
- E daí?
- Daí põe as bicha pros passarinho comê. A passarinha muié soh come minhoca muié. O passarinho home, só come minhco home, uai!

Ao ver o amigo extremamente abatido, o outro pergunta:


— Ei, o que houve? Por que você está com essa cara?
— Na semana retrasada morreu a minha avó...
— Nada bom...
— Mas ela me deixou uma herança de 100 mil reais.
— Nada mal!
— Na semana passada morreu um dos meus tios...
— Nada bom...
— Mas ele me deixou uma herança de 80 mil.
— Nada mal! Mas não consigo entender por que você está assim triste!
— Essa semana estou com um azar lascado. Hoje já é quinta-feira e até agora nada!

Basta pensar que existem piadas baseadas na verdade que podem derrubar governos, ou piadas que fazem as meninas rirem. Muitos quinta piadas e trocadilhos são piadas que deveriam ser engraçadas, mas algumas podem ser ofensivas. Quando as piadas vão longe demais, são cruéis ou racistas, tentamos silenciá-las e é ótimo se você nos der feedback sempre que uma piada se tornar intimidadora e inadequada.

Sugerimos usar apenas quinta brincadeiras para adultos e blagues para amigos. Algumas das piadas sujas e sujas são engraçadas, mas use-as com cautela na vida real. Tente se lembrar de piadas engraçadas que você nunca ouviu para contar a seus amigos e elas vão fazer você rir.

Piadas